NEM TUDO QUE É RECICLÁVEL É RECICLADO

Sabia que nem todo plástico é reciclável? Em tese todo plástico está 100% apto para ir à reciclagem, na prática não é bem assim que ocorre.


Só pra gente se situar:


  • Plástico é derivado do Petróleo

  • Petróleo = recurso natural limitado - sim, um dia vai acabar


Petróleo e Plástico são um dos maiores vilões para o meio ambiente.


Voltando ao que interessa o que acontece e como já explicado no texto “O que significam os símbolos nas embalagens?” é que só o plástico possui 7 subtipos principais. Como assim?


Pode ser fabricado 7 nuances do plástico, além do Plástico PLA = poli (ácido lático), e os Termorrígidos, como PU: poliuretano, EVA: acetato-vinilo de etileno, Baquelite e a Resina fenólica. Eles são classificados em:

Fonte Imagem


Aqui, vamos nos ater ao de número 6 e 7 que são os plásticos de difícil identificação. Como o seu processo de reciclagem possui um alto custo para saber sua composição, muitas das vezes as empresas nem têm o trabalho de receber os produtos e embalagens feitos desse tipo de plástico. Isso implica diretamente na coleta seletiva que você faz em casa e leva para os devidos pontos de reciclados daqui de São João del Rei.


Uma vez que estas empresas não recebem, também não faz sentido os locais como cooperativas de catadores e ecopontos recolherem. O que acontece com todo esse resíduo não selecionado? Exatamente, vai para o nosso lixão!

bugphai/ThinkStock


Confira o que não é recolhido nos pontos de descarte aqui da cidade:


  • sachês de molho de tomate (7)

  • biscoitos (7)

  • salgadinhos (7)

  • café (7)

  • isopor (6)


Lembra aqueles nomes complicados que citei acima? Você conhece a todos e adivinha? A maioria é de difícil reciclagem e os pontos de coleta também não aceitam:

  • PU: esponja de cozinha, espumas macias para colchões e estofados

  • EVA: brinquedos, materiais de artesanato, solas de tênis e chinelos

  • Baquelite: telefones, interruptores, casquilho de lâmpadas

  • Resina fenólica: bolas de sinuca, adesivos, tintas e vernizes

Com toda essa informação o que você pode fazer é começar uma mudança de hábito, fazer escolhas mais conscientes. Alguns exemplos:

  • O sachê de molho de tomate pode ser substituído por embalagens de alumínio ou vidro, ou pode ter seu preparo caseiro;

  • Café, observe se são todas que possuem a número 7.

  • Isopor, se for um marmitex, dê preferência pro restaurante que use as de alumínio. Caso não queira mudar seu lugar preferido de comer, converse com o estabelecimento e considere até levar sua própria marmita para servir.

Imagem


As mudanças são feitas aos poucos e por cada um de nós. Tem sugestões para os outros itens que não são reciclados? Deixa aqui nos comentários!



Referência: Ecycle




Quem escreve: @mmonique_silvaa




Monique Silva é uma das idealizadoras e coordenadoras do SJDR Lixo Zero. É empreendedora no @amordebrechomg,

escreve no Sobrecarga da Moda, é atriz e simpatizante do ativismo ambiental e da moda sustentável, e adora temas voltados à política.


29 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo