Veganismo x Meio Ambiente: Qual a relação?

É quase impossível com tanto acesso a diversos conteúdos, você não ter escutado ou lido algo sobre veganismo e ou veganos. Afinal, o que é isso que tanto falam?

Bom, de acordo com o The Vegan Society - A Sociedade Vegana - fundada em novembro 1944, o Veganismo é: "[...] uma filosofia e um modo de vida que busca excluir - na medida do possível e praticável - todas as formas de exploração e crueldade contra os animais para alimentação, roupas ou qualquer outro propósito."


Quem opta pelo veganismo como forma para se viver é chamado de vegano. Na prática, o que essas pessoas têm em comum com os não-veganos é uma alimentação baseada em vegetais, evitando o consumo de:

  • alimentos de origem animal, como carne (incluindo peixes, mariscos e insetos);

  • laticínios, ovos e mel;

Vale lembrar que essa filosofia de vida inclui evitar também:

  • materiais de origem animal (ex. couro e peles);

  • produtos testados em animais (como cosméticos e produtos de limpeza, dentre outros) e;

  • lugares que usam animais para entretenimento.


É importante salientar que mesmo com seus 75 anos atuantes, a Vegan Society não é pioneira no veganismo. Isso mesmo! Há evidências desde 500 a.C com o tão renomado filósofo e matemático grego Pitágoras, por exemplo, sobre os benefícios da alimentação sem os animais. Aqui no Brasil temos como data desse movimento baseado na Sociedade Vegana Brasileira, atuante desde 2003.


E por que falar sobre o Veganismo se tornou um assunto tão recorrente nos dias atuais, se ele existe há tanto tempo?


Para além da crueldade, o consumo de derivados de origem animal está atrelado à outro grande problema: a devastação ambiental. Pode parecer improvável à primeira vista mas, como todas as escolhas de consumo impactam de alguma forma o planeta, com a alimentação não seria diferente. De queimadas e derrubada de matas para criação de gado à contaminação e um consumo exagerado de água, a prática pecuária tem causado enormes danos ambientais que poderiam ser evitados com a redução do consumo de seus produtos.


“Uma dieta vegana é provavelmente a melhor maneira de reduzir seu impacto no planeta Terra, não apenas gases do efeito estufa, mas acidificação global, eutrofização, uso da terra e uso da água. É muito mais efetivo do que cortar seus voos ou comprar um carro elétrico.” – disse Joseph Poore, pesquisador que liderou um estudo de Oxford sobre o impacto da produção de alimentos no meio ambiente.


É comprovado que, se o custo real de produção dos derivados animais fosse considerado no preço de venda, a compra se tornaria inviável. Um levantamento do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) em parceria com a Agência Alemã para a Cooperação Internacional (GIZ) revela que a cada R$1 milhão faturado pela pecuária, R$22 milhões são perdidos em impactos ambientais, principalmente por meio de desmatamento e de emissões de gases de efeito estufa.


No dia 01 de Novembro comemoramos o Dia mundial do veganismo, um convite para refletir sobre nossas escolhas diárias. O documentário A Engrenagem - Instituto Nina Rosa (2012), mostra de maneira simples como podemos promover mudanças a partir destas escolhas:

Quer entender mais sobre a relação entre sustentabilidade e veganismo? Segue mais textos para você se informar:


5 motivos para se tornar vegano também pelo meio ambiente.;


Universidade de Oxford: alimentação vegana é a forma mais efetiva de proteger o meio ambiente;

78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo